SAVE THE DATE!

EM BREVE!

EM BREVE

Anúncios

Você é tímido? Conheça 9 líderes de sucesso que tiveram que enfrentar a timidez para falar em público.

por Fabrício Mainenti – Publicado originalmente no site Preparado Pra Valer. Link: http://goo.gl/Yu1Kfs

O discurso confiante e seguro do líder de uma companhia de sucesso pode esconder de muitos o que há por trás de um passado mais surpreendente do que se imaginaria, à princípio. Afinal, vários CEOs famosos tiveram que lutar contra a timidez para assumir o posto de porta-voz de seus respectivos empreendimentos, o que envolve uma mudança de comportamento ao longo dos anos. Confira a seguir nove celebridades que passaram por tal mudança:

mark_zuckerberg_facebook

MARK ZUCKERBERG (FACEBOOK)

Apesar dos seus mais de 69 milhões de seguidores no Facebook, site do qual é fundador, Mark Zuckerberg não é tão chegado a contatos calorosos com uma vasta rede de amigos. O jovem empreendedor tem perfil mais introvertido, seja no trabalho ou fora dele, como já relataram funcionários que trabalham na rede social.

BILL GATES (MICROSOFT)

Apontado como o homem mais rico do mundo, o fundador da Microsoft usa a introspecção como aliada para se focar e resolver problemas. Apesar de quieto, ele não é tímido, diz Susan Cain, autora do premiado best-seller “O poder dos quietos”.

WARREN BUFFETT (BERKSHIRE HATHAWAY)

Consciente de não possuir a personalidade exigida para ter sucesso nos negócios, Warren Buffett, CEO da Berkshire Hathaway, se matriculou em um curso baseado no livro “Como ganhar amigos e influenciar pessoas”, de Dale Carnegie, para aprender a falar em público. Dessa maneira, ele se tornou capaz de ser extrovertido ou introvertido de acordo com a situação.

111412-politics-barack-obama-press-conference

BARACK OBAMA (PRESIDENTE DOS EUA)

Presidente da nação mais poderosa do mundo, Barack Obama não é muito chegado a conversas nos bastidores. Inclusive, o líder já foi criticado por assumir essa postura mais discreta por trás das cortinas da política americana. Mesmo assim, Obama conta com grandes habilidades de comunicação, disse o escritor e jornalista político John Heilemann em entrevista ao site Mother Jones.

HILLARY CLINTON (CANDIDATA DEMOCRATA À PRESIDÊNCIA DOS EUA)

Candidata à vaga de Obama na presidência dos Estados Unidos, Hillary Clinton assume adotar em certos momentos uma postura mais defensiva. Seus discursos são marcados por um cuidado grande com as palavras e o desejo por privacidade também é comum à candidata.

larrypagegoogle

LARRY PAGE (GOOGLE E ALPHABET)

Por ser discreto e calado, Larry Page foi visto com “olhos tortos” pela imprensa internacional quando assumiu o comando do Google, empresa da qual é co-fundador. Mesmo assim, seu trabalho rendeu bons resultados, o que o elevou a ser líder da Alphabet, holding que agrupa os negócios antes pertencentes ou ligados à gigante das buscas.

STEVE WOZNIAK (APPLE)

Bem diferente do parceiro Steve Jobs, que ao seu lado o ajudou a erguer a Apple, Steve Wozniak não gosta muito do brilho dos holofotes. “A maioria dos inventores e engenheiros que eu conheci são como eu…eles vivem em suas próprias cabeças”, disse ele ao New York Times.

ELON MUSK (TESLA)

Um dos engenheiros mais introvertidos do Vale do Silício, Elon Musk precisou repaginar sua postura quando se tornou empreendedor. Suas grandes ideias o levaram a assumir esse status, o qual exigia um espírito de liderança mais “aguerrido”. À frente da montadora de veículos Tesla, ele é hoje um dos CEOs mais completos em atividade.

AL GORE (EX-VICE-PRESIDENTE DOS EUA)

Além da vice-presidência dos EUA, Al Gore foi candidato à presidência do país e ganhou até um Oscar com o documentário sobre sustentabilidade “Uma verdade inconveniente” (2006). Ligado a projetos tão importantes, Al Gore se considera tímido, porém apto a falar bem em público caso necessário.

por Fabrício Mainenti (Site Preparado Pra Valer)

O que é a audiodescrição?

“Acessibilidade para pessoas com deficiência visual: Comunicando por meio da audiodescrição” tem o intuito de provocar uma discussão em torno da exclusão de um público que muitas vezes não pode usufruir plenamente dos bens culturais. E, a partir do olhar da acessibilidade, apontar estratégias de comunicação e ferramentas que podem ser usadas para a inclusão deste público.

Crédito: AFP Photo / Abdelhak Senna (SitesUai)

Crédito: AFP Photo / Abdelhak Senna (SitesUai)

Webster Moreira e Gabriel Aquino serão os palestrantes da primeira edição do Comunica+.

Webster é comunicador vocal desde os 16 anos idade onde começou em uma rádio comunitária apresentando programas e eventos diversos. Mais tarde veio se profissionalizar como locutor e produtor de áudio. Em 2007 coordenou o primeiro projeto de Rádio Escola da rede municipal de ensino de Belo Horizonte dentro do programa Escola Integrada no aglomerado da Serra. Em 2014 foi Mestre de Cerimônia oficial do prefeito de Belo Horizonte. Fotógrafo por amor a arte de congelar histórias. Membro da equipe organizadora do Startup Weekend Youth BH. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela PUC Minas e cofundador do SVOA.

Gabriel é graduado em Pedagogia pela PUC Minas com aprofundamento em Necessidades Educacionais Especiais, é Técnico em Braille do Núcleo de Apoio à Inclusão da mesma universidade. Atualmente presta consultorias nas áreas da acessibilidade, tecnologias assistivas, atua como consultor de audiodescrição e cofundador do SVOA.

SVOA
Tendo como objetivo principal promover a autonomia e a inclusão social de pessoas com deficiência, o SVOA atua na áreas de audiodescrição e políticas de acessibilidade para pessoas com deficiência visual. A audiodescrição é uma ferramenta de acessibilidade que proporciona aos deficientes visuais uma melhor compreensão de filmes, exposições de arte, peças teatrais, e eventos diversos. Esse recurso é uma faixa extra de áudio que pode ser gravada ou feita ao vivo, que descreve imagens estáticas ou em movimento.

A proposta do projeto Comunica + é a articulação de um ciclo de palestras com encontros que tratem das diversas interfaces da comunicação, contando com a participação de profissionais experts em várias áreas do conhecimento. Nesse sentido, apesar do Seminário de Oratória continuar existindo com a mesma frequência, a ação passa a contar com um braço que estende as discussões de base do evento durante todo o ano. Tal proposta visa manter vivo o interesse por um campo amplo e complexo e paulatinamente suprir a demanda daqueles que pedem mais informação, conhecimento e capacitação. O projeto não tem fins lucrativos. Não é necessária inscrição prévia. Durante o evento será realizado o cadastro dos participantes para o recebimento, por e-mail, dos certificados de participação.

Cartaz Comunica Mais

SERVIÇO:
Palestra: “Acessibilidade para pessoas com deficiência visual: Comunicando por meio da audiodescrição”

Dia: 23 de Março

Horário: das 18h às 19h30

Local: Auditório do CEFET-MG (Campus 1)

Palestrantes da primeira edição do Comunica+

Webster Moreira e Gabriel Aquino serão os palestrantes da primeira edição do Comunica+.

A proposta do projeto Comunica + é a articulação de um ciclo de palestras com encontros que tratem das diversas interfaces da comunicação, contando com a participação de profissionais experts em várias áreas do conhecimento. Nesse sentido, apesar do Seminário de Oratória continuar existindo com a mesma frequência, a ação passa a contar com um braço que estende as discussões de base do evento durante todo o ano. Tal proposta visa manter vivo o interesse por um campo amplo e complexo e paulatinamente suprir a demanda daqueles que pedem mais informação, conhecimento e capacitação. O projeto não tem fins lucrativos. Não é necessária inscrição prévia. Durante o evento será realizado o cadastro dos participantes para o recebimento, por e-mail, dos certificados de participação.

Webster Moreira e Gabriel Aquino

Webster Moreira e Gabriel Aquino

Webster é comunicador vocal desde os 16 anos idade onde começou em uma rádio comunitária apresentando programas e eventos diversos. Mais tarde veio se profissionalizar como locutor e produtor de áudio. Em 2007 coordenou o primeiro projeto de Rádio Escola da rede municipal de ensino de Belo Horizonte dentro do programa Escola Integrada no aglomerado da Serra. Em 2014 foi Mestre de Cerimônia oficial do prefeito de Belo Horizonte. Fotógrafo por amor a arte de congelar histórias. Membro da equipe organizadora do Startup Weekend Youth BH. Bacharel em Comunicação Social com habilitação em Relações Públicas pela PUC Minas e cofundador do SVOA.

Gabriel é graduado em Pedagogia pela PUC Minas com aprofundamento em Necessidades Educacionais Especiais, é Técnico em Braille do Núcleo de Apoio à Inclusão da mesma universidade. Atualmente presta consultorias nas áreas da acessibilidade, tecnologias assistivas, atua como consultor de audiodescrição e cofundador do SVOA.

SVOA
Tendo como objetivo principal promover a autonomia e a inclusão social de pessoas com deficiência, o SVOA atua na áreas de audiodescrição e políticas de acessibilidade para pessoas com deficiência visual. A audiodescrição é uma ferramenta de acessibilidade que proporciona aos deficientes visuais uma melhor compreensão de filmes, exposições de arte, peças teatrais, e eventos diversos. Esse recurso é uma faixa extra de áudio que pode ser gravada ou feita ao vivo, que descreve imagens estáticas ou em movimento.

As drogas e a voz: Do álcool até a cocaína, saiba os malefícios para a comunicação verbal

TEXTO ESCRITO PELO FONOAUDIÓLOGO E ESPECIALISTA EM VOZ ADEMIR G. BAENA (GENTILMENTE ENVIADO POR ELE AO BLOG DO SEMINÁRIO DE ORATÓRIA)*

 

dicas-especiais-sobre-a-CervejaDesde os primórdios tempos, a comunicação tem sido importante, pois ela congrega povos, idéias e ideais. Hoje, mais do que nunca a comunicação ganha uma importância fundamental, pois o homem é um ser social, e da mesma forma que o organismo requer água e alimento para sua sobrevivência, o homem necessita da comunicação, e a voz é o meio essencial que possibilita esta interação.

Desse modo, a voz humana, apesar de sua beleza e aprimoramento, é uma função adaptada e, como tal, depende da integridade e equilíbrio de estrutura do trato vocal.

A voz é uma das extensões mais fortes da nossa personalidade, nosso sentido de inter-relação na comunicação interpessoal, um meio essencial de alcançar o outro.

Comunicar emoções é um dos eventos mais importantes do ser humano, a base de nossa sobrevivência psicológica e social, e nossa voz é seu principal portador.

Em determinadas profissões, a voz representa um dos principais instrumentos de trabalho e, para tanto necessita de carinho e cuidados especiais, e o uso das drogas traz sérias conseqüências e danos a nossa voz.

1313O uso do cigarro, além de nocivo a saúde, é altamente prejudicial para o trato vocal. A fumaça quente do cigarro agride todo o sistema respiratório e principalmente as Pregas Vocais, podendo causar irritação, edemas em pregas vocais e proporcionar o aumento da secreção, além de outros tipos de infecções. Todas estas alterações podem aparecer isoladamente ou associadas dependendo da reação de cada organismo. Sabemos por exemplo que o fumo é considerando uma das maiores causas de câncer na laringe e no pulmão. O individuo não fumante que fica exposto à fumaça do cigarro pode também apresentar alterações e, portanto, não fumar em ambientes fechados é uma questão de respeito à saúde do outro.

Álcool: o consumo de álcool causa irritação em todo o trato vocal semelhante à produzida pelo cigarro, porém com uma ação principal de imunodepressão, ou seja, redução nas defesas do organismo. Além disto, o etilismo age no sistema nervoso central, interferindo no controle vocal e articulatório, causando a fala típica do ébrio, com entonações alteradas e articulações imprecisas. Aparentemente, uma pequena dose de bebida alcoólica, inicialmente provoca a sensação de uma melhora da voz, em decorrência de uma inicial liberação do controle cortical (do cérebro) associada à anestesia da região da faringe.

Whisky-faz-malEsta anestesia reduz a sensibilidade, permitindo que vários abusos vocais sejam cometidos sem serem percebidos. As conseqüências desses abusos só serão evidentes após o efeito da bebida, tais como ardor, queimação e voz rouca e fraca. As bebidas destiladas (vodca, pinga, uísque e conhaque) são consideradas piores para a saúde vocal do que as bebidas fermentadas (cerveja, vinho, champanhe), mas os efeitos dependem da quantidade de bebida consumida. O efeito do tabaco e álcool triplica a probabilidade de câncer de laringe.

Drogas: O uso de drogas inalatórias ou injetáveis tem ação direta sobre a laringe e a voz, além dos inúmeros efeitos nocivos conhecidos tais como alterações cardiovasculares e neurológicas.

maconhaO consumo da maconha é extremamente lesiva, irritando a mucosa do trato vocal, não somente pela agressão do fumo, mas também pelas toxinas da queima do papel no qual a erva é enrolada, além disso, o próprio ato de fumar apertando o cigarro com os dedos e entre os dentes provoca uma enorme elevação da temperatura do trato vocal: a fumaça entra muito quente na região laríngea, e muitas vezes, ademais, as pessoas retêm a fumaça na garganta. Esta maneira de fumar, associada às alterações neurológicas e cardiovasculares, pode produzir: estado de sonolência, hipoglicemia reativa, imprecisão articulatória, alterações no ritmo e na fluência da fala, extrema secura do trato vocal, aumento o pigarreio e voz agravada e pastosa.

cocainaCocaína: A aspiração de cocaína em pó pode lesar diretamente a mucosa de qualquer região do trato vocal, e é comum observarmos perfurações no septo nasal e ulcerações na região mucosa das pregas vocais. A cocaína também provoca alterações de ordem neurológica e cardiovascular (vasoconstrição): taquicardia, enrijecimento da musculatura que envolve a articulação têmporo-mandibular, além de problemas na articulação dos sons da fala e alterações no ritmo e na fluência da comunicação.

A cocaína injetável provoca hipotonia muscular (fraqueza) e especificamente no que diz respeito à voz, produz-se fadiga vocal, voz agudizada, hipernasal e dificuldade de manter uma comunicação adequada e eficiente, particularmente no uso profissional da voz.

* AS INFORMAÇÕES APRESENTADAS NESTE TEXTO SÃO DE RESPONSABILIDADE DO AUTOR. TEXTO ENVIADO AO SEMINÁRIO DE ORATÓRIA EM 06/11/2015.

 

A VOZ NA TELEVISÃO E NO RÁDIO

TEXTO ESCRITO PELO FONOAUDIÓLOGO E ESPECIALISTA EM VOZ ADEMIR G. BAENA (GENTILMENTE ENVIADO POR ELE AO BLOG DO SEMINÁRIO DE ORATÓRIA)*

 

610x4092Segundo definição do Segundo Consenso Nacional sobre Voz Profissional, em 2002, Voz Profissional é a forma de comunicação oral utilizado por indivíduos que dela dependem para sua atuação profissional.

A habilidade de comunicação interpessoal é extremamente exigida no ambiente profissional, muitas vezes perdemos oportunidades preciosas de relacionamento, de progresso em nosso trabalho, por usar uma voz que não corresponde ao que queremos dizer.

Há várias classificações para os chamados profissionais da voz, de acordo com critérios distintos.

Uma classificação sugerida é de acordo com a demanda vocal e o impacto da DISFONIA (Distúrbio vocal) na carreira. Assim repórteres, apresentadores e locutores fazem parte desta classificação.

Eduardo Costa em entrevista com Patrus na Rádio Itatiaia

Eduardo Costa em entrevista com Patrus na Rádio Itatiaia

Apesar da utilização vocal no rádio e na televisão constituir pouco tempo, o nível de exigência a respeito da qualidade é muito alto. Além disso, a proporção das reportagens, os contatos para as entrevistas e a apuração das noticias exigem grande demanda vocal. Quando se associa essa grande demanda ao alto nível de exigência em relação á qualidade vocal, observa-se que o fator quantidade associado ao fator qualidade, insere esses profissionais em um grupo de risco para o desenvolvimento de uma DISFONIA, portanto esta é uma classe que deve ter preocupação com o seu Instrumento de Trabalho, que é a sua voz.

Por si só, esse fato justifica a necessidade de acompanhamento fonoaudiológico a esse grupo de profissionais. È de suma importância que se estabeleça através de estratégias um programa de Saúde Vocal, orientando-os a utilizar sua voz de maneira correta, sem sobrecarga e sem esforço, garantindo a resistência vocal para dar conta da alta demanda com conforto, evitando desta forma, o desgaste profissional, a fadiga vocal e, em muitas situações o aparecimento de patologias em Pregas Vocais, que poderá até comprometer a vida social e, acima de tudo a carreira profissional.

Outro aspecto fundamental refere-se à expressividade, esta é uma condição da comunicação em que o profissional consegue obter atenção do ouvinte e do telespectador, transmitir sua mensagem de forma clara e atraente, com credibilidade e energia, para tanto, é necessário uma voz bem impostada e uma articulação precisa.

arq_165626 (1)Isto é fundamental para quem depende da boa audiência, considerando que a televisão e o rádio competem com vários outros estímulos da vida moderna, além da facilidade cada vez maior de “mudar de canal” pelo uso do controle remoto e da grande oferta de atrações.

O trabalho com os recursos vocais assume importante papel nos dois veículos, porem, no rádio sua utilização é mais intensa, pois no radio toda a carga expressiva da comunicação se concentra na VOZ, enquanto na televisão a presença da imagem faz dedicar atenção à expressão corporal, considerando a face, a postura, os gestos. Tanto no rádio (apesar de não aparecer) como na televisão, o corpo tem grande importância para a mensagem chegar de maneira correta para os espectadores, e o profissional deve ter essa consciência.

A postura corporal deve ser confortável e ereta; a expressão facial deve estar de acordo com a mensagem, e os gestos devem acompanhar naturalmente a fala, de maneira harmônica e complementar.

RTEmagicC_Locutor_de_radio_txdam93513_d9f73b.jpgA Voz é o meio essencial de alcançar o outro, e o instrumento de trabalho de muitos profissionais, portanto é importante conhecê-la, a voz é a extensão mais forte de nossa personalidade, revela nossos sentimentos, revela a saúde, revela o que somos e o que pensamos, aprender cuidar da voz, ter uma saúde vocal, é fundamental para quem quer alcançar o sucesso.

 

* AS INFORMAÇÕES APRESENTADAS NESTE TEXTO SÃO DE RESPONSABILIDADE DO AUTOR. TEXTO ENVIADO AO SEMINÁRIO DE ORATÓRIA EM 06/11/2015.

.

A oratória e as imitações (II)

Em um post anterior, falamos sobre a importância das imitações para a Oratória!

Mas você pode ter se perguntado: “Quem devo imitar para melhorar a minha oratória?”

Abaixo fizemos uma lista de personalidades que podem servir de inspiração para você!

Antes, olha que legal: se você ainda não sabe como imitar as pessoas, imite quem imita!

É isso mesmo! A gente não quer que você seja um imitador, mas que use desta técnica para desenvolver os seus recursos expressivos verbais e os não verbais.

Assim, segue uma lista bacana de imitadores que podem te ajudar.

Mas você ainda pode estar com dúvidas. Como uma imitação clássica, como a do Sílvio Santos, pode ser útil?

Veja o vídeo abaixo do humorista Rodrigo Cáceres. Veja como a imitação serve até como aquecimento para uma apresentação. O Sílvio Santos é um comunicador marcante, e muitas das imitações-caricaturas elevam à enésima potência seus trejeitos.

  • O gestual com a face te ajuda a lembrar que em uma apresentação você tem que movimentar bem a boca para que as palavras sejam bem pronunciadas;
  • O gestual com a face também te ajuda a lembrar de sorrir… e não ficar com o rosto “travado”.
  • As mãos e os braços? Sempre na linha da cintura, com uma leve abertura dos braços para movimentação. (Não é preciso imitar uma ave na sua apresentação, rs…, mas veja como a dinâmica lúdica te faz lembrar que a falta de gestual com as mãos é um problema tão grande quanto o excesso).
  • Veja como a voz de Rodrigo muda em 01:03 do vídeo… procure fazer o mesmo e perceber que você tem recursos com a sua voz; recursos estes que podem ser utilizados para deixar a sua voz mais firme em um determinado contexto.

Dizem que há uma regra de ouro para os imitadores: o Sílvio Santos é o primeiro de todos os imitados.

Fizemos o nosso Top 10 de Imitadores (você pode encontrar outros, com certeza):

E quem devo imitar? Veja algumas sugestões de nomes abaixo… pensados aleatoriamente, ou em razão até das repetidas imitações que essa turma aí de cima já realizou:

  1. Sílvio Santos
  2. Lula
  3. Maria Bethânia
  4. Alcione
  5. Marília Gabriela
  6. Ronaldo (Fenômeno)
  7. Jô Soares
  8. Faustão

Você já pensou sobre sua Voz?

TEXTO ESCRITO PELO FONOAUDIÓLOGO E ESPECIALISTA EM VOZ ADEMIR G. BAENA (GENTILMENTE ENVIADO POR ELE AO BLOG DO SEMINÁRIO DE ORATÓRIA)*

A voz é uma das extensões mais fortes de nossa personalidade, um meio essencial de alcançar o outro. Muitas vezes, perdemos oportunidades preciosas de relacionamento, de progresso em nosso trabalho, por usar uma voz que não corresponde ao que queremos realmente dizer.

Mesmo aquele profissional competente, mas que não sabe fazer uso adequado da sua voz, porque possui uma voz de má qualidade, uma articulação imprecisa, poderá não se sobressair, pois esta voz compromete a mensagem, não “passa” confiança, solidariedade, segurança, não convence.

A voz carrega mensagens muito mais amplas que a própria palavra. Através do tom de voz que se utiliza, muitas vezes, pode se mudar o contexto de uma frase, a voz é mais reveladora que a palavra. Ainda hoje, muita gente se descuida de um dos elementos mais importantes para se viver bem e para se alcançar sucesso, que é ter uma voz de boa qualidade, emitida sem esforço; é preciso pensar mais sobra a voz……

Você já pensou sobre sua voz?

  1. Você já pensou que sua voz é a expressão sonora de sua personalidade, e que através dela você deixa transparecer o que você sente, o que você é ???
  2. Você já pensou que uma voz desagradável ou anormal pode constituir um impedimento psicológico na comunicação do indivíduo?
  3. Você já pensou que, assim como é preciso aprender a falar, se deve trabalhar a voz para que ela possa transmitir além das palavras, mensagens de confiança, solidariedade, respeito, afeição?
  4. Você já pensou que algumas vozes tocam você, o seu coração, deixando-o mais emocionado, quando assiste a um show ou a um espetáculo e outras não conseguem despertar um mínimo interesse?
  5. Você já pensou que todo o nosso corpo fala quando nós estamos nos comunicando, a posição dos pés e das pernas, o movimento do tronco, dos braços, das mãos, a postura dos ombros, a expressão, tudo é importante?
  6. Você já pensou que cada pessoa tem uma voz tão própria, tão inconfundível, que ela é um atributo altamente pessoal como se fosse um segundo rosto ou as impressões digitais?
  7. Você já pensou na importância em ter uma voz de boa qualidade, que o represente bem, que transmita competência, seriedade, afeição, solidariedade, segurança, enfim, que lhe credencie a ser um bom profissional

 

Se você ainda não pensou… Pare e pense…

* AS INFORMAÇÕES APRESENTADAS NESTE TEXTO SÃO DE RESPONSABILIDADE DO AUTOR. TEXTO ENVIADO AO SEMINÁRIO DE ORATÓRIA EM 06/11/2015.

Seminário de Oratória será premiado nesta segunda-feira pela ABRH-MG

O Seminário de Oratória receberá nesta segunda-feira, dia 23, o Prêmio Ser Humano. A iniciativa, articulada pela Associação Brasileira de Recursos Humanos, visa “premiar e divulgar trabalhos referentes a projetos e práticas organizacionais que apresentem contribuições efetivas para a valorização e desenvolvimento das pessoas no ambiente de trabalho”.

Entenda clicando aqui ou Conheça os outros vencedores clicando aqui.

abrh-nacional-promove-o-premio-ser-humano---osvaldo-vecchia-2014-1-4-2014-9-35-35-229

O Seminário de Oratória teve reconhecidas as suas práticas de capacitação social em comunicação. As ações democratizam e potencializam o acesso à informação e auxiliam na formação, sem fins lucrativos, de diversas pessoas. O evento que já recebeu mais de 2500 seminaristas, 47 palestrantes e cerca de 2 toneladas de alimentos não perecíveis (doados a diversas ONGs), ganhará o seu primeiro reconhecimento público oficializado no troféu Ser Humano – Modalidade Responsabilidade Social.

MAIS DO QUE UM EVENTO…

… o Seminário de Oratória é uma iniciativa que conta com ferramentas na internet, que mobiliza e capacita pessoas muito antes da efetiva realização da ação. O encontro no auditório é, porém, o ponto alto de uma expectativa que vem sendo criada e trabalhada a cada ano. Ali, mais do que apresentar um tema, a ação une pessoas de formações e de origens distintas, colocando-as em sintonia e em relação direta com palestrantes que têm muito a oferecer.

2016… O FUTURO

O Seminário de Oratória quer se consolidar como uma plataforma mais abrangente. O intuito é chegar mais diretamente às comunidades e sujeitos que podem utilizar-se da comunicação como ferramenta de mudança de vida. Ainda assim, o evento continuará e a ideia é que ele prospere, aumentando o número de participantes e a captação de alimentos.

Um pré-projeto piloto está neste momento sendo estudado junto a uma instituição de prevenção e assistência a pessoas com câncer. O objetivo será o de desenvolver atividades lúdicas, ligadas à comunicação verbal, que tenham como propósito capacitar os usuários da instituição com técnicas de oratória e, ao mesmo tempo, extrair deles suas necessidades, desejos e medos, de modo tal que a instituição possa compreendê-los e que os mesmos consigam realizar uma autorreflexão acerca daquilo que pensam, sentem e demandam. Mas tudo ainda depende de uma análise cautelosa, de modo a deixar a proposta bem adequada após observações de profissionais de várias áreas.

Em 2016 será realizada mais uma edição, novamente gratuita e sem fins lucrativos do Seminário de Oratória, no formato que todos já conhecem. A intenção é construir os temas de forma colaborativa. Ainda assim, a política (tendo em vista as eleições municipais) e as olimpíadas podem ser bons motes! A previsão é de que o evento ocorra na primeira semana de Junho.

Mais cursos e oficinas também serão realizadas este ano. Um deles, já está pré-agendado. Será em Abril, com Bruno Gonçalves da Comonicar (Santos – SP). Veja:

Mini-curso: “A Oratória e o Marketing: Como obter sucesso na apresentação de propostas de negócios”

Ementa: Neste mini-curso de 4h, Bruno Gonçalves (Diretor da Comonicar – Santos-SP) apresenta técnicas de comunicação para que o seu projeto obtenha o retorno que espera junto aos possíveis patrocinadores. Como se comportar em uma reunião de negócios; Dicas para prender a atenção do seu interlocutor; como delinear o seu evento para que ele encante os seus financiadores e apoiadores; Como montar uma apresentação eficaz; Em que pontos tocar em uma apresentação.

Em breve a data será divulgada!

SOBRE O PRÊMIO DA ABRH

O Seminário de Oratória fica muito orgulho desta premiação e agradece imensamente à ABRH-MG. Acredita-se que o reconhecimento deste projeto poderá abrir portas para que mais parceiros possam participar desta causa e fazer com que ela se amplie. A legitimidade da instituição assegura que este trabalho têm valido a pena que é importante continuar.

Só conseguiríamos isso, contudo, com o suporte de um grupo de alunos (realizadores em conjunto conosco), palestrantes (que nada cobram para ministrar temas nos quais são especialistas), e apoiadores (que nos auxiliam com os diversos recursos para o evento), que a cada ano se mostram mais envolvidos e motivados pela causa. Que aprendem e crescem juntos. Mas que, acima de tudo, percebem que a sua participação é parte de algo maior e que contribui para que mais pessoas sejam capacitadas e tenham melhores resultados nos seus empregos e relações pessoais.

Obrigado a todos que fizeram e fazem o Seminário de Oratória ser o que é, melhorar e se expandir a cada ano.